Slide thumbnail

Introdução

O conhecimento científico evoluiu muito nas últimas décadas. A velocidade das novas descobertas faz com que a medicina se torne cada fez mais especializada. A oftalmologia é uma das especializações da medicina. E hoje, ela é dividida em várias áreas de atuação, como: catarata, glaucoma, córnea, retina e cirurgia oculoplástica, dentre outras.

A cirurgia oculoplástica, envolve a arte de cuidar das doenças que acometem as estruturas que circundam os olhos, ou seja, as pálpebras, a órbita e as vias lacrimais. E por serem áreas externas, acabam se relacionando com cirurgias e procedimentos estéticos que também melhoram a aparência.

Embora algumas pessoas afirmem que as especializações e as áreas de atuação diminuam o campo de visão do médico, uma formação geral sólida e o cuidado em cultivar o lado humano da profissão, faz com que as especializações  permitam um exercício da medicina mais preciso e detalhado, sem prejuízo algum para o paciente.

Juliana de Sá Freire Medrado Dias
CRM (52.79822-3) e RQE (15770)

  • Médica Oftalmologista com área de atuação em Cirurgia Oculoplástica, Vias Lacrimais e Órbita.
  • Médica Responsável pelo Setor de Oculoplástica, Vias Lacrimais e Órbita do Serviço de Oftalmologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).
  • Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica Ocular, da Sociedade Brasileira de Oftalmologia e do Conselho Brasileiro de Oftalmologia.
  • Médica formada pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ).
  • Residência Médica em Oftalmologia pelo Hospital Municipal da Piedade (HMP-RJ).
  • Fellowship em Oculoplástica e Vias Lacrimais pelo Centro Oftalmológico de Minas Gerais (COMG-MG).
  • Fellowship em Órbita pela Universidade Federal de São Paulo – Escola Paulista de Medicina (UNIFESP-EPM).
  • Observership em Oculoplástica, Vias Lacrimais e Órbita pela University of Califórnia,Los Angeles – Jules Stein Eye Institute (UCLA-JSEI).
  • Mestrado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) – * em andamento.

Especialidades

Pálpebra

plastica ocular(icone grande)

Trata de problemas que envolvem as pálpebras e redondezas, sejam eles estéticos ou funcionais, que necessitam de cirurgias.

Rejuvenescimento Periocular

01

Objetiva atenuar os sinais de envelhecimento, harmonizando a região ao redor dos olhos de maneira não invasiva.

Vias Lacrimais

Vias lacrimais (ícone grande)

Trata das falhas na drenagem das lágrimas na criança e no adulto e suas complicações.

Órbita

orbita (icone grande)

Trata das doenças que acometem o espaço que o olho se localiza, que deslocam o olho para fora, para dentro e para o lado.

Abaixo alguns dos procedimentos realizados pela Dra. Juliana Medrado em cirurgia oculoplástica:

Blefaroplastia e Elevação do Supercílio

A pálpebra é o primeiro tecido da face a sofrer com o efeito do tempo, podendo causar um aspecto triste e cansado. A Blefaroplastia, também chamada de cirurgia plástica das pálpebras, é uma cirurgia estética da região palpebral que consiste na retirada do excesso de tecidos (pele, músculo e/ou bolsa de gordura).

Com envelhecimento, pode haver também queda do supercílio, piorando o efeito de excesso de pele nas pálpebras. O seu reposicionamento num nível superior é muitas vezes importante para maximizar o resultado da blefaroplastia e deixar o paciente com uma aparência mais leve e jovial.

blefaroplastia01

Correção de Ptose Palpebral (Pálpebra Caída)

A Ptose Palpebral (pálpebra caída) pode ser congênita (ao nascimento) ou adquirida (devido ao envelhecimento ou acidentes). Dependendo do grau, pode até obstruir o campo de visão. Medidas minuciosas realizadas por um oftalmologista experiente em cirurgia oculoplástica são essenciais para a escolha da técnica cirúrgica mais adequada e consequentemente um resultado satisfatório.

ptose-ste

Correção de Ectrópio e Entrópio (Pálpebra para Fora ou para Dentro)

A cirurgia de entrópio e ectrópio consiste em colocar a pálpebra na posição correta através de reforços nos ligamentos. Além do envelhecimento, algumas condições podem causar esse mal posicionamento como paralisia do nervo facial, traumatismos ou cicatrizes. Os ligamentos que dão sustentação às pálpebras podem afrouxar pelo envelhecimento e causar uma rotação para fora (ectrópio) ou para dentro (entrópio). Nesta última condição, os cílios tocam a córnea causando um enorme desconforto.

ectropio2 site

Retirada de Tumor e Reconstrução Palpebral

A pálpebra pode ser acometida por tumores malignos que necessitam ser retirados com margem de segurança para evitar recidiva. O defeito criado necessita ser reconstruído de maneira adequada, camada por camada, utilizando enxertos e retalhos, para conservação da função protetora da pálpebra e da estética.

tumor palpebral

Correção de Retração Palpebral ou de Lagoftalmo

A retração palpebral, condição muito comum nos portadores de Orbitopatia de Graves, cursa com um aumento da distância entre a pálpebra superior e inferior, causando um olhar assustado. O lagoftalmo é a incapacidade total ou parcial de fechar as pálpebras devido à, por exemplo, paralisias ou cicatrizes. Ambas as condições cursam com exposição da córnea. A cirurgia de correção dessas condições colocam a pálpebra na posição correta, conferindo simetria e proteção ao olho.

033

Correção de Triquíase

A triquíase é uma condição em que os cílios crescem em sentido anormal e acabam tocando a córnea, trazendo grande desconforto para o paciente. A retirada dos cílios com pinça resolve o problema apenas temporariamente. Existem tratamentos definitivos que tem suas indicações de acordo com a extensão do problema, como a eletrólise, a aplicação de laser de argônio ou cirurgia.

triquiase2

Aplicação de Toxina Botulínica (botox®)

A toxina botulínica popularmente conhecida como “botox” promove uma paralisia dos músculos faciais. O bloqueio da contração muscular suaviza as rugas e linhas de expressão na região do rosto. Entre as linhas tratadas estão as rugas da testa, da glabela (espaço entre as sobrancelhas) e os pés de galinha (rugas que se formam na região dos olhos). A atenuação das rugas começa 4 a 5 dias após a aplicação e o efeito dura cerca de 4 meses. A aplicação demora de 15 a 30 minutos no consultório médico e o paciente pode voltar para suas atividades normais no mesmo dia.

00022

Preenchimento ao Redor dos Olhos com Ácido Hialurônico

Com o processo de envelhecimento, o ácido hialurônico presente naturalmente na pele se degrada e o organismo não consegue repô-lo adequadamente, causando perda de volume em várias regiões do rosto (ao redor dos olhos e bochecha). Quando injetado na pele, o ácido hialurônico retém água, hidrata a pele e provoca um pequeno aumento de volume no local, suavizando os contornos e marcas, rejuvenescendo a região. Raramente causa alergias. O procedimento pode ser feito no consultório médico com aplicação de anestésico local e dura de 20 a 30 minutos. O resultado final pode ser visto quase que imediatamente e os efeitos duram até dois anos.

preenchimento22

Correção de Obstruções das Vias Lacrimais

As vias lacrimais são o conduto responsável pela drenagem da lágrima do olho para o nariz. Qualquer problema que cause entupimento nessas vias causa lacrimejamento excessivo. O paciente se queixa de “chorar a todo momento” e ter que ficar enxugando as lágrimas que escorrem. Há disponível diversos tipos de tratamento de acordo com a idade do paciente e com a localização do entupimento, desde simples massagens à cirurgias complexas.

03

Descompressão Orbitária

A proptose ou exoftalmia (olhos saltados para fora) são termos utilizados para se descrever o deslocamento para frente do globo ocular. As pessoas acometidas se sentem muito abaladas na sua auto-estima devido ao desfiguramento causado por essa condição. Na maioria das vezes, está associada com a oftalmopatia da tireóide, um problema ocular associado ao hipertireoidismo. A descompressão orbitária é uma cirurgia que recoloca o olho na posição adequada, conferindo um resgate da estética e da auto-estima desses pacientes.

descompressao orbitaria

Evisceração, Enucleação e Exenteração (retirada do olho)

Em algumas situações, sendo os processos dolorosos ou a presença de tumores malignos, é necessária a realização de cirurgias em que ocorra a retirada do conteúdo ocular (evisceração), ou do globo ocular (enucleação), ou da cavidade em que o olho se encontra (exenteração).  A realização de uma técnica cirúrgica meticulosa é fundamental para a restauração da estética no pós-operatório através do uso de próteses oculares (olho de vidro).

blefaroplastia001

Adaptação de Prótese Ocular (Olho de Vidro)

As pessoas que tiveram indicação médica de retirar um olho, necessitam adaptar próteses oculares para conseguirem se sentir bem no convívio social, pessoal e profissional. O resultado esperado de uma prótese ocular é que ela passe totalmente despercebida para as pessoas que convivem com o paciente, que geralmente é alcançada quando a prótese se assemelha em cor, forma e tamanho ao olho saudável. É também de extrema importância, para que a prótese tenha o resultado esperado, que ela tenha um grau de mobilidade, o qual é obtido pela adequada adaptação da prótese à cavidade.

09-07olho

Nossas Instalações

Contato

Juliana Medrado

Send this to friend